8 de outubro de 2008


NUDEZ


Madrugo estrelas que pingam dos meus olhos

Afoito urro a Gaia Ciência

Meu destino é a cruz e os pregos

Que dilaceram minha alma

Sangro Continum

Sutil meu blues dispara o azul além do mar

Numa ressaca que traduz

Slow Dancing in a Burning Room

Meu ideograma é o amor intraduzível

Além daquilo que chamam de amor

Detonado “Sobre o Valium de Outrora”

Cássio Amaral
09/09/2008.

02:29

10 comentários:

Linaldo disse...

"meu destino é a cruz e os pregos"... bacana, cássio

jorge vicente disse...

um dos teus melhores poemas, amigo.

um grande abraço
jorge

Eduardo Ribeiro disse...

Volto agora
Conto os passos
Atrás do que deixei pra trás
A cruz
Os pregos
Um amigo
E eu.



Um grande abraço, irmão.

Jai Guru Deiva Onn

Nanda Assis disse...

linda foto.
... o amor intraduzível...
demais cássio.

bjosss...

FABIANA BORGIA disse...

Poema fantástico. Amei estes versos aqui:
"Sutil meu blues dispara o azul além do mar
Numa ressaca que traduz
Slow Dancing in a Burning Room"
Meu Deus, e eu achava que sabia fazer poesia!!! Bjs

Layla Lauar disse...

achei lindo este poema..agradecida por tê-lo postado por lá e você está muito bem na foto..adorei!

beijos com carinho

Loba disse...

Eita! Que bom dar de cara com a sua nudez... e com a sua foto! rs...
Como sempre, um guerreiro este poetinha! E este é bom pra caramba, menino! Dá gosto ler de novo e de novo...
Beijos, viu? Saudades sempre!

Sue Castro disse...

Prisma de nuances externadas... Belíssimo poema! Belíssima nudez...

celia musilli disse...

poemas cada vez mais lindos...a plenitude vazando nas palavras... Um beijo!

Elaine disse...

olá,cassio,
pena nao poder ir na estácio na manha de autografos do leão lírico!
gostei de conhecer seu blog.
beijos
elaine