13 de novembro de 2008

LIVRO SONNEN

MORTALHA


O amor é uma farsa

Um vento em expansão no deserto da Patagônia

Um tiro in The dark side of the moon

Um rasgo na alma inocente de um menino homem

Um cão sangrando por meses, perdido por anos

É um delírio no Carandiru do manicômio

Vênus trepando com Hórus de repente

De forma inesperada e incongruente

É zen refletindo a luz do lago

Na sutileza da estrela que despenca cogumelos

Carinho de suavidade , pétala e afago

É nó na garganta da noite que a distância separa

Ímpeto, sol que faz pulsar e mentira mais casual

É fraude comprada num bilhete de loteria

É tortura do bóia fria da palavra que se cala no toque

do sentimento de quem sente

É a porra que nos fez

E gozo que ainda queremos.


Cássio Amaral.


Do meu livro Sonnen, que não lancei ainda. O livro está pronto.

São só 100 exemplares , se alguém se interessar o preço é R$20.00
já com despesas postais.

Pretendo lançá-lo em praça pública, já que aqui em Araxá não há um
espaço para tal.



3 comentários:

jorge vicente disse...

amanhã vou ler alguns poemas seus numa tertúlia, em leiria. deseje-me sorte. seus, vou ver se leio da fabiana também, meus, de amigos meus.

um grande abraço
jorge

de.maiaxavier disse...

Gostei das suas ideias encaracoladas.
Salve Cassio!

yehuda disse...

meu amigo
belissímo poema
te agradeço por o colacar nesse lindo domingo para que eu o lesse
te abraço