9 de março de 2009

MIRA VÔO VIAGEM


Esse i de onda fica fazendo y
Nesse vôo sei de qual é
Insisto em um vento além
Pego a corrente acendente
Meu amor morre no Minuano
Há haicais inscritos nas nuvens
Escuto Dave Matthews Band preparo apostilas
de Sociologia
Elaboro provas pensando nas minhas provas
Meu diário é cerne e céu
Fragmento as asas do destino
E meus haicais por aí liberam algo zen
"asas distraídas
sempre sabem das rotas
e saídas"
ou
"asas distraídas
conhecem portas
e saídas"
Pulo da pista de vôo
buscando filosofia no ar
grafitada no espaço do tempo

2 comentários:

BAR DO BARDO disse...

poesia em queda livre...

Ellemos disse...

Lugar delicioso... Companhias deliciosas... Assim como este poema...