4 de agosto de 2009

Silêncio


Tela de Rosana Pêgas


Não posso fazer
um poema pra você

Dante busca a mão de Beatriz
Lenine canta É o que me interessa ou Magra

Você dorme um sono com anjos
Teclo flores telepáticas pra você

Meu lado cazuza te chama,
Te grita, meu ser te clama

Amiga a arte salva a vida
Amiga vida é a arte do encontro

Seus olhos dizem sol na mais amplidão
Dois olhos negros que hipnotizam

Um haikai me bate na noite
em silêncio lembro de você.

5 comentários:

Nanda Assis disse...

nossa cassio que coisa mais linda vc escreveu. adoro qndo vc fica assim inspirado.

bjosss...

isaias de faria disse...

meu velho, to pensando uma parceria contigo p fazer poemas p fotografias minhas. o que acha da idéia ? vemos detalhes por e-mail. abraço. isaias

ex - il@miro disse...

Mas eu ...
Eu escrevo um poema
cheios de lágrimas
que eles enfrentam
pode lavar todas as manhãs

/português minha ainda é pouco/

BAR DO BARDO disse...

amor
ham...

Rosana disse...

Maravilhoso Cássio!!! Lindo D+!!!