24 de setembro de 2009

NEBLINAIS

chuva fina
engravida o dia
na neblina


neblina que cai
no átimo
silêncio ampliado na árvore da vida

3 comentários:

BAR DO BARDO disse...

neblinais
sublimais

isaias de faria disse...

boa poesia! como andam as coisas meu velho ?

Felipe Marques disse...

Ao sol da manhã
uma gota de orvalho
precioso diamante.

Matsuo Bashô

...suas palavras são um oceano numa neblina...

abrax