13 de outubro de 2009

EX/PORTADOS

Mesmo que Kant cante
toda canção compõe mar
ou rima com gaivotas
num Tom
de Bossa Nova
Diz a Alemanhã do Brasil
Sim, alguns Chopps
e risadas muito além da
Crítica da Razão pura

Não, não, não sei o que significa
Meu estado é MINAS GERAIS
E aqui as Confeitarias são especializadas
É german Germânicos quando a gema da ovo
de Colombo despenca dos neguinhos ou negões
na terra de Pomerode via Blumenau via
Barra Velha via o brasileirismo todo que temos
Sim, invadimos a sua praia além dos morros mineiros
Enquanto ainda me perco nesse notebook que não sei onde
é o til o meu tio sempre disse pra eu ler Goethe, mas só li
Nietzsche. Tá bom não tô nem aí pra Academia
tudo está espalhado no nosso quarto, os incensos na cabeceira
da cama. Ana Carolina cantando em N9ove.
Tranco-me em curvilíneas manhãs sentindo o cheiro bom
Cheiro da natureza se manifestando como trovas À la carte
de um sonho poeta.
Prometo -me a entrega total do meu ser a ti Pomerode
Crio notas sem valores para musicalizar.
Traduzo a inspira/cão dos belos olhares sem maldade
que procuram a diferenca fatídica de dois seres im/mundos
que se alimentam de feijão quase negro.
Um Ser Cão que viajou milhas sentidas para libertar
a Bela Criatura e ser libertado.
Um Comparsa destruído que sonha para se recompor dos
sonhos.
nos quedamos sentindo a liberdade
zumbidos
zumbis
zumbo
zombas

Mal sabemos o ponto para digitar, mas sabemos
bem o ponto de parada além do ponto final.

Cássio Amaral e Ricardo Lima

O amigo Ricardo Lima está na blogsfera,
o seu endereço é:

http://poetavento.blogspot.com/

3 comentários:

isaias de faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
isaias de faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Robson disse...

Que tanta remoção, diante de tanta( não vou rimar) ...... ?