18 de fevereiro de 2010

NO BAR

O texto ficou sacando de qual é da prosa no bar.
Ela toda, toda fazia charme ao romance.
O romance era gay. O texto chegou e disse:
_Vamos tomar uma cerveja?
_Sim vamos.
Tomaram duas cervejas e o texto convidou:
_Baby, vamos para meu ap?
_Sim vamos.
Chegaram no ap do texto, ouviram músicas,
dançaram e foram para a cama.
A prosa não aguentou a tara do texto e disse:
_Nossa, você me penetrou e me deu muitos
contos hoje.
O texto com risinho responde:
_É que você não viu o poema que guardei
pra você mais tarde.

4 comentários:

BAR DO BARDO disse...

Rsrsrs...

MaicknucleaR disse...

por isso faço prosa poética kkkk

tonhOliveira disse...



Muito bom!

Luiz Alberto Machado disse...

Maravilha, Cássio amigo, tô por aqui conferindo todas as novidades, visse?
Abração
Luiz Alberto Machado
Escritor, compositor musical e radialista
www.luizalbertomachado.com.br
http://twitter.com/lalbertomachado