27 de outubro de 2010

ICONOCLASTIA


 quero quebrar tudo
tudo quebrar 
a arte estilhaça vida

3 comentários:

Diego? Glommer? disse...

às vezes penso se a vida é que já não vem estilhaçada...

Í.ta** disse...

excelente!

poemas que quebram.

há lá no um-sentir algo assim também :)

grande abraço!

isaias de faria disse...

foto demais haicai foda.
mano, vc não vai ser residente do letras et cetera ?
abraços do camarada q te adora