17 de dezembro de 2010

Hard Rock Perto do Coração Selvagem


Costelas de Adão
Eva cose um fio
De devaneios
Nosso corpo é terra
Viva os poetas
Viva os músicos
Viva os chatos de Plantão
Tudo acaba em pó
Porisso a palavra
Deve ser póeta
Sim prefiro os compositores
Os músicos
São menos chatos
Verso é costeleta
Rimbaud envie meu dicionário
Deu negativo o exame
Os haikais para esta foto
Os Costeletadas se perderam 
Dentro do meu caderno rascunho
As folhas caem nas rugas do tempo
A arte enobrece e salva
Dali alisa Gala
Baudelaire grita:
_Viva as putas!
Salve-se na arte
Fotografo tempero da verve
O Supra Sumo de tudo
É grande merda.



4 comentários:

BAR DO BARDO disse...

ousadia
sã(o)
noite e dia

BAR DO BARDO disse...

ela alisa dali
dali goza
gala

Robson disse...

Os filtros de Desfoque suavizam uma seleção, ou uma imagem inteira, e são úteis nos retoques


Bár end catarse ostracismo me faz ir duas vezes ao google a descarga emocional do drama me expulsa por dez anos de qualquer verbete por actualização vou poder ficar dez anos sem me actualizar vou poder ver onde não precisa ver nem sentir onde não precise sentir deve ser onde a educação não tenha que ser lembrada a educação sem limites para a palavra onde conversar do corpo não esbarra em teorias sem treinamentos onde a palavra quando é dada continua conte nua a palavra nua está tomando palmadas nas bundas nos corredores da web vamos treiná-las em todas as línguas perfilar difundir no difusor branco filtrar a luz qual é o filtro ideal para o meu corpo nu de acordo com o cair da luz e mesmo ao levantar quais seriam os filtros até sol à pique nossas peles são expostas sem nenhum cuidado óptico...
Postado por Robson às Sábado, Dezembro 18, 2010

isaias de faria disse...

vivemos a arte enquanto há uma fome forte por aí de tudo q é material sem reflaxão.vivamos nossa chatice! e toda nossa "inutilidade"!
abraços do mano veio aqui