8 de dezembro de 2011

DESISTITUIÇÃO



estou tentando escrever

sou um anti escritor um anti romancista

um anti poeta

... um anti fotógrafo

me mato agora para o texto

o contexto é arte

os autores morreram todos de egolatria

me matei com uma nuvem distraída

que alimentava-se do sol

assim tive o prazer da tarde e do

por do sol

assim as reticências ficaram mais altas

no som que vida traz outra vida

sim é hora de matar-nos para nossa

santa ingrata condição de umano

sem h mesmo

é hora de nos matarmos além de sermos ou não

escritores que inscrevem suas vidas

um dente de leão cai no chão

da esperança da mudança que ainda

tem de haver em nós

sim matei-me para tentar refletir sobre

o pó que sou e aonde chegaremos

um dia.



Cássio Amaral.

08/12/2011.

Um comentário:

Felipe Marques disse...

a vida é um longo suicídio - lamartine


Mate (um pouco) cada dia! rs

abraço e felicidades!