21 de julho de 2008

Tela Céu de Kamikase de Sandra Camurça


cerimônia do chá


você me beija

eu te dou meu calor

e olhos de gueixa


meu artífice

em sua boca meus seios foram moldados
por sua língua meu sexo foi esculpido
minha carne foi tingida da cor do seu amor
minha epiderme assumiu a textura da sua dor
sou obra sua
você me recriou


da umidade necessária

minha buceta tem o orvalho da flor

meu cu reclama: um pouco mais de saliva...
Sandra Camurça
O blog da Sandra está linkado aí ao lado, ou no:


4 comentários:

Nanda Assis. disse...

legal. me deu a imprensão de salguém que não aguenta mais ler poemas, pois todos dizem a mesma coisa, daí compos tipo, uma sátira disso tudo. foi a minha interpretação.
bjosss...

Layla Lauar disse...

Muito forte e belo o poema da Sandra Camurça...

Parabéns para ela pela coragem e talento e para você pela postagem.

(não pude vir ontem..só fui atualizar meu blog as 6 horas da manhã e ainda nem dormi).

lindo o poema que vc deixou lá. obrigada.

beijos com carinho.

sandra camurça disse...

Grata, Menino, muito grata!
Um beijo.

Moacy Cirne disse...

Sandra, grande Sandra! E um abraço pra você, meu caro.