11 de julho de 2008






TUDO DO NADA


AMA ÇÃO
AMA SÃO
AMA SÓ
AMA OCO
AMA INCONDICIONALMENTE
I
N
C
O
N
D
I
C
I
O
N
A
L
M
E
N
T
E
TUDO
NADA
ADANODUT
_____________________________________________
__________________________



tudo tem nada

nada tem tudo

navego cataclismas

nado em nuvens

como estrelas virgens

aliso aliterações

flores que a madrugada fornece

nado no tudo

além da infinitude

balanço oceano

mar

que amarra

fagulha fraturada

na fotografia solar

de um solo novo

comungado noutro lugar

na safra do momento stellar
















2 comentários:

Nanda Assis. disse...

nesse céu maravilhoso o nada se torna tudo sim, sim.
bom fim de semana.
bjoss...

Layla Lauar disse...

Incrível...sem palavras para comentar...intenso, envolvente...maravilhoso.

beijão