18 de outubro de 2009

AO SENHOR KRISHNA

Preservo-me inocente ao que me bate.
Nas regras de conduta, na defesa,
esquivo-me do fogo; do combate
não, nunca. Minha tática de presa


é muito mais que ataque em full contact,
destaque à mansidão pela leveza,
num truque de energia a megawatt,
num cala-te a matraca à luz acesa.


Tensão para que o vate que é soldado
vislumbre pelas prímulas que explodem
o flanco desprovido do que é vasto...


nefasto. De penetra, nesse estado,
encontros os inimigos... Não me podem!
Se fossem inocentes... Não! Devasto!

Henrique Pimenta

O blog de Henrique está aí ao lado, ou no:

http://dobardo.blogspot.com

Mais um poema aí embaixo do Henrique.
Do seu outro blog Poivre

2 comentários:

BAR DO BARDO disse...

Obrigado!

Gisele Freire disse...

Adoro este também!
O Henrique deve estar um bocado feliz com a tua homenagem, ele merece e vc também! :)
Gosto bastante das fotos que linkan com teus poemas, fazem uma bela dupla Cassio!
bjs
Gi