15 de maio de 2010

ABRAM AS PORTAS DA PERCEPÇÃO

Qual a intenção
Se o verso toca o Rock
Se o lagarto é xamã
Se a guitarra é sã

Sim a canção
Faz o rito
Magia subversão
E cria o mito


Qual a noção
Rei Lagarto
The Lizard King
Índio da nossa tribo insisto

E o que é de direito
E o que é de direito
E o que é de direito

Abram as portas da Percepção
Para Morrison entrar

3 comentários:

Í.ta** disse...

rockpoetizando.

belezura, meu caro.

grande abraço!

isaias de faria disse...

sempre aqui e admirando sua poética!!!!!!!!!!!!!

BAR DO BARDO disse...

"toc-toc-toc na porta do céu"