30 de julho de 2010

pueril e catatônico sem a marca da academia.

não sou escritor
nem poeta
faço apenas palavras dançarem
sabatinarem
quando a verve vem
fotografo o crime no signo
o significante faz paragem
no clique
chichê de uma vida
na distração da arte.

Um comentário:

isaias de faria disse...

poeta sim!
não vem não
q vou aí
te
dar um mata-leão.


abraço do brother isaias.