1 de agosto de 2010

OSSOS DO FRIO

Vento cortante
Sopro preparado
Frio que caminha errante.

2 comentários:

Í.ta** disse...

ah esse frio nosso, não é mesmo?

que faz brotar versos assim, como os dessa sequência de postagem!

abração!

Nicole Rodrigues disse...

"Frio que caminha errante".

Bem bacana :)