9 de junho de 2011

NÃO TEM RETICÊNCIAS NO TEXTO


Foto de Robson Corrêa de Araújo

factum foto pra Et

diz o dizer que fala

meu  falo é grande

alimento o inominável

além dor além bojador

pessoa todas as Pessoas

não olham o olhar do fundo

do mar

a pérola  que alimenta não é

só líquida é

língua

aliança perfeita de traços

alemães com japoneses



o circunflexo não sabe que

flashes são substituidos

por flexes



a cagada da vez

é a bola 8 na caçapa do meio

alinhavando o hiado criativo

que a rotina detona na cabeça

do poeta



as contas todas não pagas

os direitos cerceados por calhordas

não impedem o gozo juvenil

o xadrez

o gamão

o zape no truco lá das minhas minas

MINAS SIM SENHOR!



LIBERTAS QUAE SERA TAMEM



"NAVEGAR É PRECISO"



Viver é comer o sal



de todas as palavras



no mais absurdo silêncio

do texto.



Cásssio Amaral.

9/6/2011;

Um comentário:

isaias de faria disse...

"viver é comer o sal de todas as palavras no mais absurdo silêncio do texto" ducaralho cássio. muito bom isso. abraço quem sempre te segue os passos