29 de janeiro de 2008

Purificação

teu olhar
bálsamo puro
para limpar
para purificar
cristaliza e chama
a pele na pele
boca que bebe ternura
vulcão no deserto
estrela de flor
cor no carinho
na química do sabor
de te amar.

(Cássio Amaral)
2003

P.s. Este e o de baixo são de 2003, são poemas canções na verdade que ninguém musicou.
O lance seria fazer música disso. Baladas, como não rolou está aí.

Um comentário:

sandra camurça disse...

Lindo, cara, lindo!

Ó só, eu fico toda boba quando cê me compara a Hendrix: amo Hendrix!!!

Beijabraços...rs...