20 de julho de 2010

OSSOS DE CHUVA

I

Foto síntese da vida


Gota plantio


A dor faz frio a esmo

II

Chove caos


Homem passa


Frio lameia tarde.



III



Lama em tudo


Sociedade em enchente


O caos abraça a chuva.


IV

Silencio silencio


Mudo observo a tolice da sociedade


ouvindo a chuva

V

A chuva bate punheta na tarde


Lenine me abençoa


A alma do Universo é o que me interessa.


VI

Meu sorriso está distante


O sul é frio e reto


Sou um sapato torto ninguém me conserta.

VII

Frio centrado no certinho


Stubbe dorme sonhando com Hegel


Menino maluco atiro na chuva.


VIII



FIM DO MUNDO NO FIM DO MÊS



CARTÃO DE CRÉDITO GUILHOTINA



DOS SOBREVIVENTES DO CAOS CAPITALISTA.


IX



Mundo vasto mundo meu nome não é Raimundo


Meu nome é cão MEU SIGNO É LIBRA


A balança diz justiça meu olhar gangrena ação estamos entubados ainda


X

Deixei um haikais fugir


Na chuva


Bem molhado e sem sentido


XI


Chuva romã


O xamã olha o céu


Num brilho de maçã


XII


Vejo tanto e sei tudo


O mundo é um embrulho


Que o caos desata na morte.


XIII


Cidade pequena litoral


Cu dentro de outro cu


Que arrombo num verso.


XIV

PARA OS QUE MORREM DE FRIO



Nosso descaso é a modernidade


Que pagamos a crédito


Na omissão da vida.


XV

Para alguns não passo de um bronco


Que não se limita a torpe


Da vida vendida. Quebro correntes ancestrais.


XVI



Sim sou um bronco!


Que enfiou no coração uma pétala


Para tentar ser mais humano.


XVII


Choveu caos


No átimo da desesperança


Alguém dorme debaixo do túnel.


XVIII

Todas as palavras


São aproveitadas


Na música da chuva.


XIX

Na contramão


O poeta acerta


Frio & chuva nas palavras.


XX


A chuva dança


Com o vento


Que chega cortante.



XXI

Kobayashi na chuva


Traduz lágrimas no frio


Que esconde Bashô.



Cássio Amaral.

16/07/2010.

2 comentários:

isaias de faria disse...

trem bão é vir aqui ver suas letras. sua poética. sua arte.

André HP disse...

Rapaz, como aprecio sua alquimia endógena & desconstrutivista.

Preciso entrar em contato com você. Tem um e-mail que vê om frequência?

Abraço forte!